O Jornal A Tribuna comunica:
Este site mudou para www.atribunaonline.com
Acesse e confira a novidade.

NOTÍCIAS

Tamanho do texto: A+ A-

FOTOS VINCULADAS


Brite: Capitão explicou os motivos no atraso para abertura do ano letivo no Colégio
Educação| Quinta-feira - 25.03.2010 // Comente

Alunos aguardam o início das aulas no Colégio Tiradentes

Passados dez dias da data prevista da abertura do ano letivo no Colégio Tiradentes, instalado nas dependências da Escola Izabel Kegler, zona norte de Santo Ângelo, pais e alunos do educandário aguardam o início das aulas.
O comandante do estabelecimento de ensino, capitão Alexandre Brite da Silva, confirmou ontem que o começo das atividades escolares estava marcado para 15 de março. Porém, justificou, o Colégio Tiradentes depende de uma liberação por parte do Conselho Estadual de Educação (CEE) para entrar em funcionamento.
Brite alegou ainda que as aulas não começaram em decorrência de entraves burocrático e das obras que estão sendo executadas no interior do educandário.

AUDIÊNCIA NO MP
Na sexta-feira pela manhã, inclusive, pais e estudantes do Colégio estiveram em audiência no Ministério Público (MP) reclamando do atraso no início das aulas e solicitando providências da Promotoria de Justiça. Já Brite garantiu que foi intimado pela instituição. "Prestei satisfação dos quesitos levantados pelo MP", admitiu.
Não se tem ainda informação oficial da data da abertura do ano letivo da escola, "mas se pretende através da 14ª Coordenadoria Regional de Educação (CRE) encaminhar nesta semana as providências solicitadas pelo Conselho", adiantou.
O quadro discente é formado por 82 alunos, que ainda não não se encontram matriculados, mas que já preencheram as vagas oferecidas. Do corpo de estudantes, 30% de ser composto por filhos ou dependentes de policiais militares. Serão ministradas aulas de Ensino Médio em dois turnos.
AGILIZAÇÃO
Brite salientou que tanto o Comando-Geral da Brigada Militar quanto a Secretaria Estadual de Educação vem agilizando a apreciação do processo para dar início às atividades o mais breve possível. A previsão do capitão é que as aulas comecem ainda na primeira semana de abril. "As providências cabíveis estão sendo tomadas", reforçou.
O objetivo principal do Colégio Tiradentes é qualificar o quadro estudantil para que tenha condições de disputar depois de egresso, concursos vestibular e das escolas militares em geral, enfatizou.
Desde terça-feira, os alunos dos sexos masculino e feminino se encontram na escola para proceder o reconhecimento das rotinas militares a serem colocadas em prática. Ontem, pela manhã, os estudantes foram submetidos a instruções de ordem unida. Os trabalhos foram coordenados pelo sargento PM, Luis Gilberto da Rosa Malheiro.
O Colégio Tiradentes vem passando por reformas para adaptação do espaço físico às necessidades que a Brigada Militar tem com os alunos.

Últimas notícias: Notícias do Dia Notícias de Ontem Notícias da Última Semana

    NOTÍCIAS DO DIA

    Sem notícia no dia de hoje